Meu Blog

Fique por dentro do crédito imobiliário: tire suas dúvidas aqui!

Quando desejamos comprar um imóvel, normalmente, é mais interessante pagarmos à vista. Assim, o consumidor não precisa pagar juros e ainda consegue desconto no preço inicial. Entretanto, não é comum ter todo dinheiro disponível quando o assunto é habitação, e a saída, muitas vezes, é obter um financiamento. Por isso, no texto de hoje, vamos responder às dúvidas mais comuns relacionadas ao crédito imobiliário. Confira:

O que preciso saber antes de solicitar o empréstimo?

Quando adquirimos um financiamento, assumimos o compromisso de pagar uma quantia mensal para a instituição credora. Parte deste valor mensal é usado para reduzir a dívida que você contraiu, e o restante vai para o banco, como pagamento de juros, seguro e outras taxas. É uma espécie de tributo que o banco cobra por ter emprestado dinheiro a você quando você precisou.

Esses valores variam de acordo com cada instituição, por isso, quando se solicita um empréstimo, é importante saber em quais condições será realizado o pagamento. Ou seja, é preciso apurar:

– O valor mensal a ser pago;

– quanto será para amortização e quanto serão os juros;

– e o prazo para a quitação.

Lembre-se ainda de que, normalmente, à medida que o prazo para o pagamento é maior, os juros costumam ser mais elevados.

Qual a documentação necessária?

Depois de escolher a instituição que concederá o crédito, é hora de convencê-la de que você possui condições de efetuar o pagamento conforme o combinado. Será preciso apresentar original e cópia dos seguintes documentos:

– Carteira de identidade;

– CPF;

– comprovante de renda;

– e, quando for o caso, certidão de casamento.

No caso de empréstimo para o casal, será preciso apresentar original e cópia do RG e do CPF de ambos.

Em que situações o pedido de empréstimo pode ser recusado?

O valor de cada parcela mensal do financiamento não pode exceder 30% do valor da renda bruta da família, pois, nessas situações, o banco entende que o casal não conseguirá cumprir com as obrigações mensais.

Além disso, também não se costuma conceder empréstimos para pessoas que estão com pendências em instituições de proteção ao crédito, como Serasa e SPC.

Por que é necessário realizar a avaliação do imóvel?

Antes de conceder o empréstimo, o banco enviará um engenheiro que estabelecerá quando vale o imóvel a ser comprado. Isso ocorre para que a instituição financeira verifique se o valor que será emprestado corresponde a quantia suficiente para pagar pelo imóvel que você almeja.

No caso dos imóveis usados, é mais difícil conseguir financiamentos que ultrapassem 80% do valor total. Já no caso dos imóveis novos, são mais comuns os financiamentos integrais. Existem, no entanto, dois tipos de financiamento que não distinguem habitações novas das usadas: SBPE e FGTS.

Financiamento pelo SBPE

Realizar um financiamento pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) tem a vantagem de que as taxas de juros não podem superar 12% ao ano caso o imóvel financiado esteja nos limites do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e o pagamento da dívida pode ser feito em até 35 anos.

Além disso, não há limite de renda, você pode possuir outros imóveis ou financiamentos no seu nome e pode ainda financiar até 90% do valor do terreno, do imóvel residencial ou comercial, sendo ele novo ou usado.

Financiamento pelo FGTS

O financiamento pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) possibilita pedir empréstimos apenas para habitação. Esse tipo de financiamento destina-se preponderantemente às famílias com renda bruta mensal de até R$ 4.300,00, valor que pode chegar até a R$ 5.400,00 para imóveis situados em municípios integrantes de regiões metropolitanas, capitais estaduais ou municípios com população igual ou superior a 250 mil habitantes.

Este tipo de financiamento também faz parte do SFH e tem como vantagem o fato de que as taxas de juros são mais baixas do que no financiamento pelo SBPE.

O que acontece quando há atraso nas prestações?

Enquanto o valor total não for quitado, ou seja, enquanto você ainda estiver pagando as prestações do empréstimo, o imóvel pertencerá ao banco e não ao comprador. Além disso, caso o consumidor atrase o pagamento das prestações, serão aplicadas multas. Se o atraso se prolongar, o banco poderá leiloar o imóvel e usar o dinheiro para pagar o valor devido, além das despesas judiciais com as quais a instituição bancária teve que arcar.

Quais as vantagens e desvantagens de financiar meu imóvel diretamente com a construtora?

Esse tipo de financiamento representa alguns riscos para o comprador, pois pode haver falência da construtora antes do final da obra, deixando o indivíduo sem o imóvel. Por outro lado, a vantagem é que as construtoras oferecem uma flexibilidade muito maior de negociação.

Antes de fechar negócio, portanto, faça uma pesquisa sobre os outros empreendimentos da construtora. O sucesso em projetos anteriores pode deixá-lo seguro para negociar um empréstimo sem preocupações.

Agora que você está sabendo tudo sobre crédito imobiliário, que tal compartilhar esse post com outras pessoas que possam precisar dessas informações? Se ainda tiver ficado com alguma dúvida, deixe-a nos comentários!

 

Posts Relacionados

Leave A Comment

Protected by WP Anti Spam
In spite of planning the stock for that fake rolex sale uptick sought after, this really is everything continues to be. That's not really especially astonishing, obviously. The initial rolex replica sale offered extremely rapidly actually prior to individuals understood it had been disappearing. Whilst right now you are able to nevertheless purchase a fresh replica watches that point is actually quickly vanishing and several sellers happen to be out of stock. This will be obtainable rolex replica however it is not not likely that the utilized 1 will definitely cost greater than a brand new 1 at some time later on. Make sure you call us in the event that you're thinking about obtaining one of these simple excellent replica watches. Not just perform all of us nevertheless possess some leftover.