Meu Blog

Gestão de canteiro de obras: como garantir a segurança dos trabalhadores

O setor da construção civil apresenta muitos fatores que podem comprometer a saúde e integridade física dos trabalhadores que nele atuam. Cada operário lida com grandes maquinários, rotinas pesadas de trabalho, dentre as práticas mais complexas.

Segundo dados do Anuário Estatístico da Previdência Social que se encontram nas Informações do Anuário Brasileiro de Proteção 2015, no ano de 2013 foram computados 717.911 acidentes no total, 2.814 óbitos e 16.121 incapacidades permanentes.

Esses números poderiam ser reduzidos se a gestão de canteiro de obras tivesse uma atenção maior para a segurança dos trabalhadores.

No post de hoje, saiba as normas que garantem a segurança da sua obra! Continue lendo!

Quais são as normas que garantem a segurança no canteiro de obras?

A segurança do trabalho é estabelecida pelo Programa de Condições e Meio Ambiente do Trabalho (PCMAT). Esse programa se trata de uma série de parâmetros de ordem administrativa, planejamento e organização para implementar medidas de controle e prevenção, propiciando maior e melhor proteção aos colaboradores que trabalham nos empreendimentos.

O programa se baseia nos procedimentos técnicos definidos pela Norma Regulamentadora n. 18 (NR 18). A medida é dividida em 39 partes que definem as melhores condições e os ambientes de trabalho da construção civil.

Para complementar e aperfeiçoar a política de segurança do trabalho, a construtora deve seguir as seguintes normas:

  • NR-4: define os serviços de engenharia de segurança e medicina do trabalho;
  • NR-5: diz sobre a criação da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). Esta equipe faz todo o planejamento envolvendo técnicas para otimizar a proteção do trabalhador na obra;
  • NR-6: fala sobre o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e sua importância no ambiente de trabalho;
  • NR-7: torna obrigatório o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional;
  • NR-9: busca a preservação da saúde e integridade dos operários pelo Programa de Prevenção de Riscos Ambientais.

Todas essas normas são fundamentais para evitar os hábitos praticados pelos trabalhadores e gestores que comprometem toda a política de segurança dos empreendimentos.

Quais os comportamentos de risco dos trabalhadores?

A maioria dos acidentes de trabalho é associada à negligência de métodos de trabalho no canteiro de obras. Os principais motivos que comprometem a segurança dos empreendimentos são:

Mal uso dos equipamentos de proteção

Nas obras há muitas tarefas consideradas perigosas. Além disso, alguns trabalhadores e gestores não verificam o uso de equipamentos de proteção individual (EPI) e coletiva (EPC). Estes instrumentos são fundamentais para evitar danos à integridade física e à saúde do trabalhador.

Uso de maquinário antigo

Muitas construtoras não se atentam em renovar a frota de equipamentos para construção. Máquina antiga, além de apresentar baixo desempenho, pode sofrer estragos inesperados que comprometem toda a integridade física do colaborador. O ideal é sempre renovar o maquinário e ter uma política de manutenção que garanta o funcionamento do mesmo e não cause nenhum tipo de acidente.

Pressa nas obras

Cada etapa do empreendimento possui serviços complexos que demandam atenção dos trabalhadores. Com a redução da carga horária de 42 para 36 horas, há uma pressão em cima dos operários para agilizarem o desenvolvimento da obra, evitando assim possíveis atrasos.

Por causa dessa pressa, os colaboradores sempre utilizam técnicas improvisadas que não obedecem às diretrizes das normas regulamentadoras, colaborando para o aumento do número de acidentes.

Como evitar os fatores de riscos de acidentes?

O ideal é estabelecer um planejamento adequado analisando equipamentos, materiais, métodos, condições topográficas, etc. Elaborar um cronograma realista permite identificar qual a melhor forma de aplicar os recursos e melhorar a qualidade da obra sem comprometer a higiene e segurança de todos os que estão envolvidos no empreendimento.

Conscientize a equipe

Todos os trabalhadores devem compreender as normas aqui apresentadas. Além das técnicas de segurança do trabalho, eles devem ficar atentos a tudo que acontece no espaço onde trabalham, verificando fatores físicos, químicos e biológicos que podem prejudicar a saúde.

É fundamental para as construtoras incentivar programas e cursos de qualificação voltados para o setor de segurança — explicar como funcionam as normas e motivá-los a adotar novas posturas no ambiente laboral. Além de favorecê-los no que diz respeito à saúde e bem-estar, melhora-se também a operacionalidade da obra.

A consciência de cada trabalhador é resultado de uma cultura organizacional da construtora. Ela deve prover um processo contínuo sobre a forma de conduzir seus serviços, prevenindo acidentes e constituindo uma excelente gestão de segurança.

Viu como é possível garantir a segurança dos trabalhadores na gestão de canteiro de obras? Como sua empresa lida com este assunto? Aproveite o espaço nos comentários e deixe sua opinião! Não deixe de acompanhar nosso blog!

 

Posts Relacionados

Leave A Comment

Protected by WP Anti Spam
In spite of planning the stock for that fake rolex sale uptick sought after, this really is everything continues to be. That's not really especially astonishing, obviously. The initial rolex replica sale offered extremely rapidly actually prior to individuals understood it had been disappearing. Whilst right now you are able to nevertheless purchase a fresh replica watches that point is actually quickly vanishing and several sellers happen to be out of stock. This will be obtainable rolex replica however it is not not likely that the utilized 1 will definitely cost greater than a brand new 1 at some time later on. Make sure you call us in the event that you're thinking about obtaining one of these simple excellent replica watches. Not just perform all of us nevertheless possess some leftover.